Newsletter

Não deixe de se atualizar.
Cadastre-se e fique sempre informado.

Boletins

publicado em - 20/03/2019
O título do Boletim vai aqui
publicado em - 10/12/2018
O título do Boletim vai aqui
publicado em - 28/11/2018
O título do Boletim vai aqui

Notícias

publicado em - 17/08/2017

VOCÊ QUER PAGAR PELA CRISE?

Aqui vai o nome da Imagem
Com um rombo bilionário nas contas do ano que vem, o presidente Michel Temer vai recorrer a medidas tributárias para aumentar as receitas. O problema é que o “pacote” inclui o aumento da alíquota previdenciária para servidores públicos de 11% para até 14%.
Apesar da iniciativa visar os servidores federais, a alteração constitucional vai atingir os servidores estaduais e municipais. É que a alíquota cobrada pela União de seus servidores é a referência mínima a ser adotada nos Estados e Municípios com regimes próprios. Alguns Estados já elevaram as contribuições para o patamar de 14%, a exemplo do Rio Grande do Sul e do Rio de Janeiro, que vivem grave crise financeira.
Hoje, a contribuição dos servidores ao regime próprio de Previdência (RPPS) é de 11% sobre a remuneração. Em Rio Preto, o rombo previdenciário, medido em dezembro de 2016, é de R$ 1,4 bilhão. E, com absoluta certeza, o aumento da alíquota previdenciária de 11% para até 14% será muito comemorada pela atual administração. Pois, neste caso, será o servidor pagando pelos equívocos administrativos do passado.
O nosso Sindicato está em contato com os demais sindicatos de servidores públicos e vamos participar ativamente das atividades de pressão aos deputados federais contra a proposta de elevação da contribuição previdenciária para até 14%.

Endereço: Avenida Duque de Caxias, 3756, Parque da Represa - São José do Rio Preto - CEP: 15061-001 - Telefone: (17) 3214-9690